fbpx

Energia solar é uma alternativa para reduzir a conta de luz?

Sistema produz eletricidade a partir da luz do Sol e pode desde zerar os gastos com energia elétrica até gerar créditos

Com a crise hídrica e o ajuste de 52% na bandeira tarifária vermelha, a conta de luz é hoje uma das despesas mensais que mais pesa no bolso dos brasileiros. Além de diminuir o uso de equipamentos que têm um grande consumo de eletricidade e de ficar atento ao desperdício, também é possível pensar em uma nova fonte de energia para abastecer a residência.

A instalação de painéis fotovoltaicos, que usam a luz do sol para produzir eletricidade, pode reduzir em até 95% os gastos com essa despesa. Ainda que os custos iniciais não sejam tão baixos, o investimento pode até render créditos com a companhia fornecedora do serviço.

Uma pessoa que tem um estabelecimento comercial, por exemplo, pode adquirir o sistema e transferir os créditos energéticos gerados para o apartamento onde mora. O que sobrar pode ser usado em um perído de até cinco anos.

Qualquer pessoa pode adquirir um sistema fotovoltaico, até mesmo aqueles que vivem em prédios. É possível instalar a tecnologia nas nas áreas comuns do edifício, o que gera um abatimento na conta de luz de todos os moradores.

Segundo Cantador, o mercado de sistemas fotovoltaicos cresceu cerca de 25% nos últimos meses. Ele atribui esse número ao aumento da procura das pessoas por alternativas de geração de energia mais econômicas, mas também à possibilidade de financiamento dos projetos.

Isso porque, muitas vezes, o valor das parcelas é equivalente ao que uma pessoa normalmente pagaria na conta de luz de uma residência ou de uma empresa. Um comerciante que gasta R$ 3 mil por mês, por exemplo, pode praticamente zerar seus gastos com energia elétrica.

Energia limpa

Uma vantagem do sistema fotovoltaico é gerar energia sem a emissão de poluentes. As formas de geração que temos atualmente, inclusive a hidrelétrica, gera malefícios por vezes irreversíveis ao meio ambiente.

“Apesar de a hidrelétrica não gerar poluição direta, vale lembrar que para instalar uma usina, é preciso destruir e modificar permanentemente diversos ecossistemas, muitos dos quais nunca são totalmente recuperados”, diz.

“É importante lembrar ainda que o Brasil é um país tropical, onde os raios solares incidem durante quase todo o ano, o que o torna um terreno absolutamente fértil para a disseminação e crescimento dessa prática. É preciso saber valorizar os recursos que nos foram dados”, completa.

Fonte: R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *