fbpx

A instalação de painel solar pode enfraquecer o telhado?

Entenda como são instaladas as placas fotovoltaicas nas coberturas residenciais e como são elaborados os projetos para cada telhado

Ao pensar em sistemas fotovoltaicos é impossível não vir à mente a imagem de placas montadas em telhados. À princípio, todos os tipos de cobertura podem receber estruturas fotovoltaicas e, atualmente, há métodos de instalação diferenciados fornecidos pelo mercado no Brasil. Para saber qual o ideal para cada caso, um estudo técnico estrutural da residência é uma das primeiras etapas para se montar um projeto de placas solares sustentável.

O ponto de partida para a preparação do projeto de adaptação da unidade consumidora é entender o consumo anual do cliente, alinhado ao estudo técnico da estrutura pré-existente do telhado.

Tipos de Telhado

Há diferentes tipos de telhado em uso no mercado brasileiro atualmente. São estruturas de telhas cerâmicas, esmaltadas, PVC, concreto, fibrocimento, metálicos, policarbonato, entre outros. Em todos os casos, a fixação dos módulos solares é realizada por meio de avaliação da estrutura da cobertura para um melhor aproveitamento da produção de energia.

Cada tipo de telhado possui um tipo de estrutura e, com isso, uma forma de instalação. Conheça os principais utilizados no país:

Fibrocimento: neste caso é utilizado um parafuso estrutural, que se encaixa nas ripas. Dependendo se é madeira ou metal (a ripa), para se escolher o tipo de parafuso correto, que irá atravessar a telha, na ondulação mais alta, para não ter qualquer tipo de problema futuro como, por exemplo, infiltração. Este tipo de telhado possui uma vedação em cima, uma borracha, onde irá se fixar o módulo, fazendo o alinhamento a partir desse suporte, para o parafuso estrutural. A partir desta etapa, o trilho é instalado para receber as placas solares.

Cerâmicas: são as telhas mais comuns nas casas brasileiras. Conhecido como telhado colonial, recebem módulos fotovoltaicos com um tipo de fixação um pouco diferente. Ao invés de parafusos estruturais, são utilizados ganchos que contornam as telhas, também aplicados nas ripas e colunas do domicílio. As placas ficam sob um trilho.

Metálica: similar ao processo da telha cerâmica, o tipo metálico é fixada por meio de parafuso auto brocante – também conhecido como perfurante -, usado para transfixar materiais mais robustos. Em todos os casos, as placas ficam sob um trilho. As placas também são alinhadas sob um trilho.

Na Laje: neste cenário é realizada uma estrutura em triângulo, com colunas, para dar apoio ao trilho. A instalação ocorre em duas fileiras de trilhos por módulo. Neste caso, a fixação é feita por meio de parafusos próprios para sistemas fotovoltaicos, prendendo em forma de rosca no trilho que envolve o módulo.

Mas afinal, a placa solar enfraquece o telhado?

O projeto de instalação é feito sempre levando em conta quanto o telhado suporta. Como as placas possuem peso distribuído igualmente, isso contribui também para gerar menor impacto e garantir uma instalação segura e sem danos.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.