fbpx

5 maneiras que a eletromobilidade irá impactar o setor elétrico

Voltbras destaca oportunidades de negócios que empresas de energia podem aproveitar com o aumento da frota de carros elétricos

O crescimento do uso de veículos elétricos traz uma série de desafios para frotas e motoristas e, ao mesmo tempo, oportunidades de negócios e serviços para o setor elétrico, aponta a Voltbras, empresa especializada na gestão de eletropostos. A companhia elaborou uma lista de cinco maneiras que a eletromobilidade irá impactar o mercado e as formas que o setor energético poderá se beneficiar dessa realidade.

1. Empresas do setor já sabem como lidar com o principal ativo da mobilidade elétrica

O combustível utilizado nos carros elétricos é o segredo para uma operação de frota bem-sucedida, aliado a uma estratégia de gestão de energia e recarga dos veículos. Isto faz com que quem atue no setor elétrico, principalmente na comercialização e otimização energética, saia na frente dos outros players. Outro nicho importante no qual o setor se destaca é na recarga para o público final. Aqui, o local do eletroposto é fundamental para o sucesso do negócio, e a parceria com shoppings, supermercados ou postos de combustível tem tudo para dar certo.

2. Projetos elétricos para a infraestrutura de recarga

A infraestrutura de recarga é a chave para a mobilidade elétrica ser viável. Devemos lembrar que a potência dos carregadores podem chegar a 350 kW por conector, e uma frota pode instalar dezenas de equipamentos de 7,4 kW em um mesmo local. Desta forma, adequações da entrada de energia e alterações na demanda, muitas vezes são necessárias. Além disso, toda a parte de segurança com aterramento adequado é fundamental.

3. Venda e instalação de equipamentos

Nem todas as empresas do setor têm capacidade operacional e tributária para revender equipamentos, mas aqui está uma boa oportunidade para fornecimento de soluções ponta a ponta, da venda de carregadores ao fornecimento da energia para o cliente.

4. Up-sell e Cross-sell

O consumo de energia das frotas, de forma geral, é relevante e, muitas vezes, obriga as garagens a contratarem demandas maiores e reverem seus contratos de energia. Por isso, explorar novos serviços agregados na mobilidade elétrica pode ser uma oportunidade de captação de novos clientes para sua atividade central, seja comercialização ou geração de energia, por exemplo, bem como gerar up-sells em contratos de energia existentes, ou ainda cross-sell (venda cruzada), quando o cliente decide adquirir veículos elétricos e sua empresa pode atendê-lo.

5. Geração distribuída

Existe uma correlação direta entre geração distribuída (GD) e mobilidade elétrica. Cerca de 40% dos proprietários dos veículos investem também em GD nas suas residências, visto que ambas as tecnologias se complementam, permitindo uma recarga com energia limpa e barata.

O mercado de GD no Brasil pode ganhar ainda mais escala ainda ao ampliar seu portfólio com serviços ou produtos relacionados à mobilidade elétrica. Existe um grande potencial para as empresas deste segmento que trabalham também com eletromobilidade realizarem up-sell e/ou cross-sell com seus clientes.

Fonte: Portal Solar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.